Quem sou eu

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Diário Particular.........

A um mês do final do ano é tempo
de pararmos para meditar sobre todos os acontecimentos
desse ano,perdas ,ganhos ,erros ,acertos trazer a memória e tirarmos o melhor
eu tive mais acertos doque erros mais a sençasão de que poderia ter feito mais muito 
mais e algo que doi no meu coração . porque penso todos os dias em almas 
e vejo tantas caminhando rumo ao inferno me faz pensar que realmente eu poderia fazer muito mais 
é difícil estar na igreja e ver seus irmãos de sangue se fartando dos manjares 
desse mundo .Mais eu não desisto porque Ele não desistiu de mim 
Não desista dos seus lute por eles DEUS está lutando ao nosso favor , 
o nosso REDENTOR vive faça campanhas busque no monte lute com sabedoria pelos seus .
2011 ano do bradar de DEUS nas nossas familias eu profetizo em nome de JESUS.
ano de colher o melhor de DEUS .
O Senhor é a minha rocha, a minha fortaleza e o meu libertador; o meu Deus, o meu rochedo, em quem me refúgio; o meu escudo, a força da minha salvação, e o meu alto refúgio.
Salmos 18:2

Comodismo

Confortável Demais Com A Bíblia
O Teólogo Americano Thomas Merton disse: “Não há nada de confortável na Bíblia - até que nós conseguimos fazê-lo confortável para nós mesmos. Daí, então, talvez estejamos confortáveis demais com ela. Cuidado, para não pensar que você já conhece a Bíblia - só porque você não tem mais problemas com ela. Será que aprendemos a não realmente escutar a Bíblia? Será que chegamos ao ponto de não mais questionar a Bíblia e não mais ser questionados por ela?

Entrando Em Acordo Com O Inimigo

Uma Parábola Russa: Um caçador estava mirando um urso quando o urso falou "Não é melhor falar do que atirar? O que é que você quer? Vamos negociar."
Baixando a espingarda o caçador falou "Eu quero um casaco de pelo de urso para me cobrir." "Bom, esta é uma questão negociável" falou o urso. "Eu apenas quero um estomago cheio. Vamos negociar."
Depois de algum tempo falando, o urso voltou sozinho para a floresta. As negociações foram um sucesso. Cada um recebeu o que queria. O urso conseguiu seu estomago cheio e o caçador ficou coberto de pelo de urso.
Entrar em acordo raramente satisfaz ambos os lados igualmente.
Na negociação com nosso inimigo, ele promete o que nós queremos, mas apenas pretende levar o que ele quer - a nossa alma. Você está tentando entrar em acordo ou negociar com o inimigo?

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Deixar É Amar
de Max Lucado

"Mulher, eis aí o teu filho." - João 19.26
O evangelho está cheio de desafios retóricos que provam a nossa fé e resistência contra a natureza humana.
"Mais bem-aventurado é dar que receber." 1
"Pois quem quiser salvar a sua vida, perdê-la-á; quem perder a vida por minha causa, esse a salvará." 2
"Não há profeta sem honra senão na sua terra e na sua casa.”3
Mas nenhuma declaração é mais difícil de entender ou amedrontadora do que a de Mateus 19.29: "E todo aquele que tiver deixado casas, ou irmãos, ou irmãs, ou pai, ou mãe (ou mulher), ou filhos, ou campos, por causa do meu nome, receberá muitas vezes mais, e herdará a vida eterna."
A parte sobre deixar casas e propriedades posso compreender. É a outra parte que me faz estremecer. A parte sobre deixar pai e mãe, dizer adeus aos irmãos e irmãs, dar um beijo de despedida num filho ou filha. É fácil comparar o discipulado com a pobreza ou a desgraça pública, mas deixar minha família? Por que devo estar disposto a deixar meus entes queridos? Pode o sacrifício ficar ainda mais sacrificial do que isso?"
"Mulher, eis aí o teu filho."
Maria está mais velha agora. O cabelo nas têmporas ficou grisalho. As rugas substituiram sua pele jovem. Tem as mãos calosas. Ela criou vários filhos e agora contempla a crucificação do primogênito.
Ficamos pensando quais as lembranças que lhe passam pela mente enquanto testemunha a tortura dele. A longa viagem para Belém, talvez. Uma caminha de bebê feita de palha. Fugitivos no Egito. Em casa em Nazaré. Pânico em Jerusalém. "Pensei que estava em sua companhia!" Lições de carpintaria. Riso à mesa do jantar.
E aquela manhã que Jesus chegou cedo da oficina, seus olhos mais firmes, sua voz mais direta. Ele ouvira as notícias. "João está pregando no deserto." Seu filho tirou o avental, limpou as mãos e com um último olhar despediu-se da mãe. Ambos sabiam que nada mais seria igual de novo. Naquela último olhar eles compartilharam um segredo, cuja extensão era demasiado penosa para ser repetida em voz alta.
Maria aprendeu naquele dia que o sofrimento vem com a despedida. A partir daquele momento teria de amar o filho à distância; na periferia da multidão, do lado de fora de uma casa cheia, na praia do mar. Talvez ela até estivesse lá quando foi feita a promessa enigmática: "E todo aquele que tiver deixado... mãe... por causa do meu nome."
Maria não foi a primeira a ser chamada para despedir-se de seus entes queridos por causa do reino. José foi chamado para ser órfão no Egito. Jonas para ser um estrangeiro em Nínive. Ana levou seu primo-gênito para servir no templo. Daniel foi enviado de Jerusalém para a Babilônia. Neemias de Susã para Jerusalém. Abraão recebeu ordem para sacrificar seu próprio filho. Paulo teve de despedir-se da sua herança. A Bíblia está unida por trilhas de adeuses e manchada por lágrimas de despedida.
De fato, parece que adeus é uma palavra que prevalece no vocabulário cristão. Os missionários a conhecem muito bem. Os que os enviam também a conhecem de sobra. O médico que deixa a cidade para trabalhar no hospital na selva já pronunciou essa palavra. O mesmo acontece com o tradutor da Bíblia que mora longe de casa. Os que alimentam os famintos, os que ensinam os perdidos, os que ajudam os pobres, todos eles conhecem o termo "adeus".
Aeroportos. Bagagem. Abraços. Luzes de ré sumindo na distância. "Diga até logo para a vovó." Lágrimas. Estações rodoviárias. Cais marítimos. "Adeus, papai." Gargantas contraídas. Balcões de passagens. Olhos molhados. "Escreva!"
Pergunta: Que tipo de Deus colocaria as pessoas em tal agonia? Que tipo de Deus lhes daria famílias e depois pediria que as deixasse? Que tipo de Deus lhes daria amigos e depois pediria que lhes dissesse adeus?
Resposta: Um Deus que sabe que o amor mais profundo não é construído sobre a paixão e o romance, mas sobre uma missão e um sacrifício comuns.
Resposta: Um Deus que sabe que somos apenas peregrinos e que a eternidade está bem perto e que qualquer "Adeus" é na verdade um "Te vejo ama-nhã".
Resposta: Um Deus que também fez isso. "Mulher, eis aí o teu filho."
João abraçou Maria um pouco mais apertado. Jesus estava pedindo que fosse o filho que uma mãe precisa e que de certa forma ele não fora.
Jesus olhou para Maria. Sua dor tinha uma origem muito mais profunda que os pregos e espinhos. Em seu olhar silencioso eles trocaram de novo um segredo e ele disse adeus.

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

ESPELHO, ESPELHO MEU

CERTA VEZ UM HOMEM RICO E RELIGIOSO, MAS MUITO AVARENTO, FOI VISITADO POR UM SÁBIO.
O VISITANTE, COM TODAS AS ATENÇÕES, LEVOU-O À JANELA E PERGUNTOU-LHE:
- OLHE LÁ PARA FORA, O QUE VOCÊ VÊ?
- VEJO HOMENS, MULHERES E CRIANÇAS.
ENTÃO, O SÁBIO PEGOU UM ESPELHO GRANDE E COM ELE “FECHOU” A JANELA. E PERGUNTOU:
- E AGORA, O QUE VOCÊ VÊ?
- VEJO SÓ A MIM MESMO!
- TOME NOTA, DISSE O SÁBIO, NA JANELA HÁ VIDRO E NO ESPELHO TAMBÉM, MAS O VIDRO DO ESPELHO TEM PRATA NUM DOS LADOS. UMA LIÇÃO SE APRENDE: LOGO QUE SE JUNTA PRATA, DEIXAMOS DE VER OS OUTROS PARA SÓ VERMOS A NÓS PRÓPRIOS. CUIDADO COM A PRATA.
Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma?
Mateus 16.26
Autor: Desconhecido

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

As três árvores

Havia no alto de uma montanha três árvores que sonhavam o que seriam depois de grande.
A primeira olhando as estrelas disse:
“Eu quero ser um baú mais precioso do mundo, cheio de tesouros!”.
A segunda, olhando para o riacho, suspirou:
“Eu quero ser um navio grande e transportar reis e rainhas!”.
A terceira olhou para o vale e disse:
“Eu quero ficar no alto da montanha e crescer tanto que as pessoas, ao olharem para mim, levantem os olhos e pensem em Deus”.
Muitos anos se passaram e um certo dia três lenhadores cortaram as árvores, todas três ansiosas em serem transformadas naquilo que sonhavam.
Mas os lenhadores não costumam ouvir ou entender sonhos… Que pena!
A primeira árvore acabou sendo transformada em um cocho de animais, coberto de feno.
A segunda virou um simples barco de pesca, carregando pessoas e peixes todos os dias.
A terceira foi cortada em vigas grossas e colocada ao lado de um depósito.
Então todas perguntaram desiludidas e tristes: “Por que isto?”.
Mas uma bela noite cheia de luz e estrelas, uma jovem mulher colocou o seu bebê recém nascido naquele cocho de animais, e de repente, a primeira árvore percebeu que continha o maior tesouro do mundo.
A segunda árvore acabou transportando um homem que terminou dormindo no barco, mas quando a tempestade quase afundou o barco, o homem levantou-se e disse: “Paz”.
E num relance, a segunda árvore entendeu que estava transportando o rei do céu e da terra!
Tempos mais tarde, numa sexta-feira, a terceira árvore espantou-se quando suas vigas foram unidas em forma de cruz e um homem foi pregado nela.
Logo sentiu-se horrível e cruel. Mas no domingo seguinte, o mundo vibrou de alegria.
E a terceira árvore percebeu que nela havia sido pregado um homem para a salvação da humanidade e que as pessoas sempre lembrariam de Deus e de seu Filho ao olharem para ela.
As árvores haviam tido sonhos e desejos… Mas a sua realização foi infinitamente maior do que haviam imaginado.
 
Não importa o tamanho do sonho, acreditando nele a vida ficará mais bonita e muito melhor de ser vivida, e nunca pense que é tarde demais, nunca!
 Josias Silva

A Segunda Vinda de Jesus na Bíblia



Porque o Filho do homem há de vir na glória de seu Pai, com os seus anjos; e então retribuirá a cada um segundo as suas obras.
Mateus 16:27

Se, pois, alguém vos disser: Eis aqui o Cristo! ou: Ei-lo aí! não acrediteis; porque hão de surgir falsos cristos e falsos profetas, e farão grandes sinais e prodígios; de modo que, se possível fora, enganariam até os escolhidos. Eis que de antemão vo-lo tenho dito. Portanto, se vos disserem: Eis que ele está no deserto; não saiais; ou: Eis que ele está no interior da casa; não acrediteis.
Mateus 24:23-26

Vigiai, pois, porque não sabeis em que dia vem o vosso Senhor;
Mateus 24:42

Então verão vir o Filho do homem em uma nuvem, com poder e grande glória.
Lucas 21:27

Olhai por vós mesmos; não aconteça que os vossos corações se carreguem de glutonaria, de embriaguez, e dos cuidados da vida, e aquele dia vos sobrevenha de improviso como um laço. Porque há de vir sobre todos os que habitam na face da terra. Vigiai, pois, em todo o tempo, orando, para que possais escapar de todas estas coisas que hão de acontecer, e estar em pé na presença do Filho do homem.
Lucas 21:34-36

Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito; vou preparar-vos lugar. E, se eu for e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos tomarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também.
João 14:1-3

de maneira que nenhum dom vos falta, enquanto aguardais a manifestação de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual também vos confirmará até o fim, para serdes irrepreensíveis no dia de nosso Senhor Jesus Cristo.
1 Coríntios 1:7-8

Porque a graça de Deus se manifestou, trazendo salvação a todos os homens, ensinando-nos, para que, renunciando à impiedade e às paixões mundanas, vivamos no presente mundo sóbria, e justa, e piamente, aguardando a bem-aventurada esperança e o aparecimento da glória do nosso grande Deus e Salvador Cristo Jesus, que se deu a si mesmo por nós para nos remir de toda a iniqüidade, e purificar para si um povo todo seu, zeloso de boas obras.
Tito 2:11-14

assim também Cristo, oferecendo-se uma só vez para levar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para salvação.
Hebreus 9:28

Nesse instante o galo cantou pela segunda vez. E Pedro lembrou-se da palavra que lhe dissera Jesus: Antes que o galo cante duas vezes, três vezes me negarás. E caindo em si, começou a chorar.
Marcos 14:72

sábado, 20 de novembro de 2010

Minha Princesa Mileny.

TORNANDO VIVOS OS OSSOS SECOS
Ezequiel 37.1-14

1. INTRODUÇÃO
A visão de Ezequiel 37.1-14 se aplica alegoricamente à história de Israel, mas aqui a aplicaremos a nós e a nossa igreja (v. 11a).
Trata-se de uma imagem fantástica. O profeta se encontrava diante de um panorama de desolação: um antigo vale agora cheio de esqueletos, formados no deserto por um longo tempo. Neste cemitério, os corpos perderam suas peles e suas carnes. Eram agora apenas ossos, ossos secos.
Ezequiel não fala sobre os ossos secos; Ezequiel fala aos ossos secos. Nós podemos viver de tal forma que nossas vidas se tornem secas, vazias, mortas. É possível que aqui hoje haja pessoas assim.
O povo estava no exílio. Não adiantava os profetas garantirem que um dia voltaria para Jerusalém, onde poderia cultuar a Deus em liberdade. O povo não agüentava mais esperar. Palavras não bastavam mais. Não faltavam profetas, alguns com mensagens alentadoras, mas falsas.
O povo olhava para sua história e se via separado de Deus e disperso por várias nações. Não via como voltar a ser o povo querido de Deus.

2. A NOSSA CONDIÇÃO
Talvez alguns aqui estejam na mesma desolação do povo desterrado.
Talvez você nunca tenha sentido na vida o toque do Espírito Santo a lhe transformar. Por isto, talvez se sinta um monte de ossos secos, sem carne, sem tendões, sem vida viva, enfim. Eu espero sinceramente que hoje tenha chegado para você este momento, o momento de se sentir visitado pessoalmente por Deus e receber das mãos dele o sentido da vida.
Talvez você já tenha experimentado o amor concreto de Deus, mas por alguma razão (quem sabe, uma decepção com um líder) agora transita de igreja em igreja em busca de uma palavra amiga ou de um sorriso sincero, simplesmente porque isto lhe falte na vida, ou em busca da palavra de Deus capaz de trazer seus ossos à vida. Sinceramente desejo que a visão de Ezequiel se concretize na sua vida e hoje mesmo você sinta o poder de Deus de novo se manifestando em sua existência.
Talvez você esteja cansado de ser crente, não mais encontrando qualquer alegria na vida cristã. Talvez você esteja cansado de ver e viver um cristianismo de muitas palavras e poucos compromissos. Talvez você esteja farto de uma fé teórica, que não encontra ressonância na prática. A sua espiritualidade é como um livro esgotado. Não é mais encontrada. Talvez você esteja experimentando um esgotamento espiritual. Este seu esgotamento pode ser provocado por falsas promessas (de cura, emprego, vida rósea), pela autoconfiança (como se a religião fosse uma superprodução controlada por você) ou pela falta de união à fonte da Vida. Talvez você seja, portanto, um montão de ossos secos no vale da vida. Se assim é, anseio honestamente que a sua espiritualidade seja um livro cheio de páginas coloridas e disponível na estante, jamais um livro de páginas em branco, escondido em algum sebo empoeirado.

Generalizando a experiência, nós podemos estar, como pessoas, num vale de ossos secos.
Neste caso, limitamos a vida a nós mesmos, achamos que só nós temos talentos e competências. Com esta visão seca, não exploramos todo o nosso potencial. Deus, no entanto, nos quer transformar em grandes parceiros do seu trabalho no mundo, como Moisés, Isaías, Pedro e Paulo, entre outros.

Nós podemos estar, como igrejas, num vale de ossos secos.
Neste caso, vemo-nos fracos e sem esperança. No entanto, aprendemos na Bíblia que a igreja é o canal através do qual Deus é glorificado. A igreja é a multiforme sabedoria de Deus (Ef 3.10).
Mesmo que a igreja, ou seus membros, esteja fraca, ela ainda é o Israel de Deus. Deus a levará a vida, fará com que ela cresça. Deus a abençoará se lhe for fiel (Ap 3.7-12).


3. PARA DEIXAR DE VIVER NUM VALE DE OSSOS SECOS
Sua vida pode estar adormecendo.
Nossa igreja pode ser um gigante que dorme.
Entre seus membros há muitos recursos, espirituais, morais e materiais. No entanto, como no caso de Israel cativo na Babilônia, muitos estão desencorajados e sem esperança. Alguns vivem como se estivessem longe de Deus. Alguns perderam sua fé em Deus. Tornaram-se cemitérios de ossos mortos e secos.
A estes é preciso repetir a mensagem de Ezequiel: Deus vivifica os mortos. Para tanto:

3.1. Não podemos voltar a viver senão por Deus (v. 3,6).
A essência da mensagem desta visão é esta: Deus tem poder para nos vivificar (vv. 13-14). Se nos esquecemos disso, não há esperança para nós.
O Deus que tem poder para libertar seu povo do cativeiro (no passado) é o mesmo que pode dar vida a corpos mortos (v. 1).

3.2. Não há condição humana que Deus não possa transformar (v. 4-5).
Nem a morte é definitiva pra Deus, ele que faz ossos secos se tornarem ossos vivos. Se for necessário, ele nos tira da sepultura (v. 12).
Não importa qual seja seu cativeiro. Seja ele real, físico ou espiritual, você pode ser tirado dele pelo poder e pela graça de Deus.

3.3. Há uma parte que nos cabe. Os ossos se juntaram a outros ossos (v. 7).
[Elogio da igreja; elogio da vida comunitária. Cada um ao seu osso. Elogio ao toque, ao encontro.]
Se, na igreja, não houver toque, não haverá vida. Não basta olhar; é preciso conversar, tocar, conhecer.
Nesta parte, que é nossa, precisamos desenvolver a paciência. No processo de revitalização dos ossos houve um progressão: tendão » carne » pele » espírito.
Alegoricamente, podemos pensar nos tendões como sendo o desejo de procurar a solução, de sair de nós mesmos. É um primeiro esforço, mas ainda insuficiente. Podemos pensar na carne como um conjunto de ações que tomamos (é aquilo que fazemos). Podemos pensar na pele como a completude da obra que nos cabe e, ao mesmo tempo, como o nosso limite. Mais não podemos fazer. Por nós mesmos o máximo que alcançamos é a preparação para a vida, mas não a própria vida.
Todavia, não podemos nos contentar com a superfície. Nossos ossos podem ter tendão, carne e pele, mas logo se tornarão secos se não tiverem o espírito (v. 7-8)

3.4. Nós podemos ser instrumentos nas mãos de Deus.
Para tanto, devemos fazer como Ezequiel: ceder nossas vontades à vontade de Deus (Rm 6.16) e crer que Deus nos abençoará e nos suprirá todas as necessidades de acordo com suas riquezas em Jesus Cristo (Fp 4.19). Deus pode fazer grandes coisas se tão-somente o permitirmos.
O Espírito levou o povo de Israel a viver em esperança. No Pentecoste, o mesmo Espírito de Deus os ajuntou em Jerusalém. O Espírito trabalha de um modo invisível. Não podemos vê-lo, mas podemos ver os seus resultados. Ele sopra a vida em almas mortas. Se ele não sopra na vida de uma pessoa, esta pessoa está morta.
Deus nos dá seu Espírito Santo para que alcancemos a nova vida.
Quando formos instrumentos de Deus, deixaremos de ser ossos secos, para sermos corpos vivos.


4. CONCLUSÃO
Se você ainda não é um redimido por Deus, Ele pode livrar você da condenação do pecado e colocar seu Espírito em você e guardá-lo por seu poder, por meio da fé, para a salvação. Você quer?
Confie em Deus, que pode restaurar seus ossos secos.
Se você, embora sendo um cristão, se sente morador de um vale de ossos secos, confie em Deus. Deixe que os tendões, a carne, a pele se forme nos seus ossos. Deixe que o Espírito Santo de Deus more em sua vida, de novo. A alegria voltará.

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Efésios 6:10-24
Revesti-vos da Armadura de Deus

A luta espiritual (6:10-13). Imagine acordando um dia e achando sua casa bem no meio de um campo de batalha. Com bombas explodindo ao seu redor, os disparos de metralhadoras e os gritos dos feridos, qual seria o seu primeiro pensamento? Se levantaria para ir ao serviço? Iria para a escola? Lavaria o carro? A sua primeira reação seria a sobrevivência sua e da sua família, não é?

Mesmo quando não percebemos a guerra ao nosso redor, isso não quer dizer que ela não exista. Em termos bem fortes, Paulo escreve que o mundo é um campo de batalha espiritual (6:12). Nós precisamos nos despertar para ver que a batalha é real!

Essa batalha não é guerra material, e sim espiritual. Então, como alguém pode sobreviver? Precisamos ser "fortalecidos no Senhor e na força do seu poder" (6:10) e devemos vestir "toda a armadura de Deus" (6:11,13).

A armadura de Deus (6:14-20):

O cinto (6:14). A verdade (a palavra de Deus Sveja João 17:17) precisa ser embrulhada ao centro do nosso ser para segurar todas as coisas. Sem o cinto da verdade, a armadura se desmancha.

A couraça (6:14). O coração é protegido pela justiça de Deus, que é revelada no evangelho (veja Romanos 1:17). O cristão que vive segundo o evangelho está protegendo seu coração do mal.

Os calçados (6:15). Quando convertido pelo evangelho da paz, o inimigo se torna aliado. Quando há mais aliados e menos inimigos, fica mais fácil vencer a batalha. Pregando o evangelho da paz salva vidas da destruição da batalha.

O escudo (6:16). A fé é o escudo do cristão contra "todos os dardos inflamados do Maligno".  Tudo pode ser vencido em Cristo (veja Filipenses 4:13), através da fé verdadeira que foi uma vez por todas entregue por ele (veja 4:4; Judas 3).

A espada (6:17). A única arma ofensiva que o cristão precisa é a palavra de Deus (veja Hebreus 4:12; João 12:48; Apocalipse 1:16; 19:15). Para ganhar uma batalha espiri-tual, temos que falar a palavra espiritual de Deus, e não a palavra carnal dos homens.
Carl Ballard
A pedrinha !!!!!!!
 







Confie...

As coisas acontecem na hora certa.
Exatamente quando devem acontecer!
Momentos felizes, louve a Deus.
Momentos difíceis, busque a Deus.
Momentos silenciosos, adore a Deus.
Momentos dolorosos, confie em Deus.
Cada momento, agradeça a Deus.

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Diário Particular.........

Final de ano chegando muitos convites para
irmos a congressos e temos visto ,como a Igreja do SENHOR
carece de voltar ao primeiro amor aos dias de uma Intimidade
plena com DEUS eu me incluo nisso ,
se finda mais um ano e quantas almas ganhamos pro SENHOR.
temos louvado hinos que falam de sobrenatural sem estarmos preparados
pra viver ,realmente esse sobrenatural ,quando ministramos o louvor
pedimos para todos mergulhar em DEUS e não conseguimos nem molhar os pés JESUS está voltando
e  nos Igreja do SENHOR  estamos prontos pra subir morar com ELE.
ELE vem buscar um povo Santo ...
que nos venhamos a colocar realmente nossa vida no altar e se Santificar em tudo..
mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em todo o vosso procedimento;
1 Pedro 1:15Ora, amados, visto que temos tais promessas, purifiquemo-nos de toda a imundícia da carne e do espírito, aperfeiçoando a santidade no temor de Deus.
2 Coríntios 7:1

domingo, 14 de novembro de 2010

Como purificará o jovem o seu caminho? Observando-o de acordo com a tua palavra.
Salmos 119:9
Alegra-te, mancebo, na tua mocidade, e anime-te o teu coração nos dias da tua mocidade, e anda pelos caminhos do teu coração, e pela vista dos teus olhos; sabe, porém, que por todas estas coisas Deus te trará a juízo.
Eclesiastes 11:9
Bom é para o homem suportar o jugo na sua mocidade.
Lamentações de Jeremias 3:27

vi entre os simples, divisei entre os jovens, um mancebo falto de juízo,
Provérbios 7:7
A glória dos jovens é a sua força; e a beleza dos velhos são as cãs.
Provérbios 20:29
Pelo que o Senhor não se regozija nos seus jovens, e não se compadece dos seus órfãos e das suas viúvas; porque todos eles são profanos e malfeitores, e toda boca profere doidices. Com tudo isso não se apartou a sua ira, mas ainda está estendida a sua mão.
Isaías 9:17





















O Casamento Não é uma Instituição Falida..

Casamento na Bíblia

E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; domine ele sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu, sobre os animais domésticos, e sobre toda a terra, e sobre todo réptil que se arrasta sobre a terra. Criou, pois, Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. Então Deus os abençoou e lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos; enchei a terra e sujeitai-a; dominai sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu e sobre todos os animais que se arrastam sobre a terra.
Gênesis 1:26-28
Portanto deixará o homem a seu pai e a sua mãe, e unir-se-á à sua mulher, e serão uma só carne. E ambos estavam nus, o homem e sua mulher; e não se envergonhavam.
Gênesis 2:24-25
Mas vós frutificai, e multiplicai-vos; povoai abundantemente a terra, e multiplicai-vos nela.
Gênesis 9:7
Mas, se vos parece mal o servirdes ao Senhor, escolhei hoje a quem haveis de servir; se aos deuses a quem serviram vossos pais, que estavam além do Rio, ou aos deuses dos amorreus, em cuja terra habitais. Porém eu e a minha casa serviremos ao Senhor.
Josué 24:15
Quem encontra uma esposa acha uma coisa boa; e alcança o favor do Senhor.
Provérbios 18:22
Assim já não são mais dois, mas um só carne. Portanto o que Deus ajuntou, não o separe o homem.
Mateus 19:6
O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não se vangloria, não se ensoberbece, não se porta inconvenientemente, não busca os seus próprios interesses, não se irrita, não suspeita mal; não se regozija com a injustiça, mas se regozija com a verdade; tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
1 Coríntios 13:4-7
Não vos prendais a um jugo desigual com os incrédulos; pois que sociedade tem a justiça com a injustiça? ou que comunhão tem a luz com as trevas?
2 Coríntios 6:14
Pois todos sois filhos de Deus pela fé em Cristo Jesus. Porque todos quantos fostes batizados em Cristo vos revestistes de Cristo. Não há judeu nem grego; não há escravo nem livre; não há homem nem mulher; porque todos vós sois um em Cristo Jesus.
Gálatas 3:26-28
Pelo que deixai a mentira, e falai a verdade cada um com o seu próximo, pois somos membros uns dos outros. Irai-vos, e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira; nem deis lugar ao Diabo. Aquele que furtava, não furte mais; antes trabalhe, fazendo com as mãos o que é bom, para que tenha o que repartir com o que tem necessidade. Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que seja boa para a necessária edificação, a fim de que ministre graça aos que a ouvem. E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, no qual fostes selados para o dia da redenção. Toda a amargura, e cólera, e ira, e gritaria, e blasfêmia sejam tiradas dentre vós, bem como toda a malícia. Antes sede bondosos uns para com os outros, compassivos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou em Cristo.
Efésios 4:25-32
Vós, maridos, amai a vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela,
Efésios 5:25
Assim devem os maridos amar a suas próprias mulheres, como a seus próprios corpos. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo. Pois nunca ninguém aborreceu a sua própria carne, antes a nutre e preza, como também Cristo à igreja;
Efésios 5:28-29
Por isso deixará o homem a seu pai e a sua mãe, e se unirá à sua mulher, e serão os dois uma só carne.
Efésios 5:31
nada façais por contenda ou por vanglória, mas com humildade cada um considere os outros superiores a si mesmo; não olhe cada um somente para o que é seu, mas cada qual também para o que é dos outros.
Filipenses 2:3-4
E, sobre tudo isto, revestí-vos do amor, que é o vínculo da perfeição. E a paz de Cristo, para a qual também fostes chamados em um corpo, domine em vossos corações; e sede agradecidos. A palavra de Cristo habite em vós ricamente, em toda a sabedoria; ensinai-vos e admoestai-vos uns aos outros, com salmos, hinos e cânticos espirituais, louvando a Deus com gratidão em vossos corações. E tudo quanto fizerdes por palavras ou por obras, fazei-o em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai.
Colossenses 3:14-17
Vede que ninguém dê a outrem mal por mal, mas segui sempre o bem, uns para com os outros, e para com todos.
1 Tessalonicenses 5:15
Honrado seja entre todos o matrimônio e o leito sem mácula; pois aos devassos e adúlteros, Deus os julgará.
Hebreus 13:4
Temos uma irmã pequena, que ainda não tem seios; que faremos por nossa irmã, no dia em que ela for pedida em casamento?
Cântico dos Cânticos 8:8
Quanto ao que viste do ferro misturado com barro de lodo, misturar-se-ão pelo casamento; mas não se ligarão um ao outro, assim como o ferro não se mistura com o barro.
Daniel 2:43
pois na ressurreição
Mateus 22:30
Porquanto, assim como nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca,
Mateus 24:38
Porquanto, ao ressuscitarem dos mortos, nem se casam, nem se dão em casamento; pelo contrário, são como os anjos nos céus.
Marcos 12:25
Comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca, e veio o dilúvio e os destruiu a todos.
Lucas 17:27
Respondeu-lhes Jesus: Os filhos deste mundo casaram-se e dão-se em casamento;
Lucas 20:34
mas os que são julgados dignos de alcançar o mundo vindouro, e a ressurreição dentre os mortos, nem se casam nem se dão em casamento;
Lucas 20:35
Três dias depois, houve um casamento em Caná da Galiléia, e estava ali a mãe de Jesus;
João 2:1
e foi também convidado Jesus com seus discípulos para o casamento.
João 2:2
Estás ligado a mulher? não procures separação. Estás livre de mulher? não procures casamento.
1 Coríntios 7:27
De modo que aquele que dá em casamento a sua filha donzela, faz bem; mas o que não a der, fará melhor.
1 Coríntios 7:38
proibindo o casamento, e ordenando a abstinência de alimentos que Deus criou para serem recebidos com ações de graças pelos que são fiéis e que conhecem bem a verdade;
1 Timóteo 4:3

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

O amor que dá sentido a todas as coisas

1 Coríntios 13

O contexto: Corinto era uma igreja que se orgulhava de possuir todos os dons, mas que era dividida, carnal, pecadora. Paulo escreve até o capítulo 12 sobre o mau uso dos dons, a imaturidade e o partidarismo dos coríntios.

A introdução do capítulo 13 fala de “um caminho sobremodo excelente”.

Vs. 1-2: os sinais sem amor não apontam para Cristo. Apontam para o orgulho e a soberba humanos, para a satisfação do ego.

V. 3: mesmos os atos de benevolência ou de sacrifício não têm sentido sem amor. Elas apontam para o aplauso humano, para o fanatismo, para a auto-valorização.

O que é, então, o amor?

Vs: 4-7: Ele fala aqui do amor ágape: sacrifical, entrega e ação concreta e não mero sentimentalismo.

Vs. 8-10: Em contraste com todas as coisas, esse amor não acaba. Mesmo os dons deixarão de existir. Os dons não devem servir para alimentar disputas, egos e divisões na igreja.

Vs. 11: O amor amadurece. Não nos permite a infantilidade, a imaturidade. Ele nos faz crescer, deixar de sermos carnais.

Vs. 12-13: O amor é maior que tudo. Deus é o próprio amor em toda a Sua plenitude. Quem ama se parece mais com o Senhor.

Conclusão: 1 João 4: 7-21: Deus é amor. Quem não ama, não O conhece. Esse amor é revelado quando o dispesamos ao nosso próximo.
Assim também o Espírito socorre a nossa fraqueza. 
Pois não sabemos o que pedir como convém;
mas o próprio Espírito intercede por nós com gemidos inefáveis
e aquele que perscruta os corações sabe qual o desejo do Espírito; 
pois, é segundo Deus que ele intercede pelos santos. Romanos 8,26
























Deus é Luz e nele não há treva alguma. 1ªJoão 1,5














O Tempo de Despertar
é Agora porque quando
acabar não precisa mais..
Tudo oque há em mim














eu ofereço a ti DEUS meu...

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Características da oração

-Tema: ORAÇÃO

Isaías 62.6,7

-Ilustração: do menino que ganhou um guarda-chuva e na sabia como usar e ficou molhado.

Você tem desejo de saber usar a arma espiritual que Deus te Deus que foi a oração?!

-Introdução: Há três inimigos da nossa alma que nos atrapalham orar:

-o mundo: para orar precisamos sair e nos retirar um pouco (Mateus 6.6);

-a carne: é pecaminosa e não deseja o que é espiritual (Marcos 11.38) precisamos buscar ser espirituais;

-o diabo: que nos tenta e acusa (Jô 1) e precisamos resistir ao diabo para ele fugir de nós (Tiago 4.7);

A palavra de Deus nos convida a orar.

Quais são as características da oração que Deus quer ouvir?

1- A oração é INSISTENTE: v.6a

Como a viúva que insistiu na porta do juiz (Lucas 18) e a orientação de Paulo: “orai sem cessar” em I Tessalonicenses 5.17.

2- A oração é OUSADA: v.6b

Tem coragem de declarar as promessas do Senhor. Podemos “entrar na presença do Senhor com ousadia” Hebreus 10.19-23.

3- A oração é INCANSÁVEL: v.7a

Não podemos descansar enquanto não vermos a resposta do Senhor para nós! Ou seja, não abre mão da resposta do Senhor. (Oséias 10.12) “até que”.

4- A oração RESTAURA: v.7a

O objetivo maior da oração é nos restaurar e abençoar.

5- A oração tem OBJETIVO: v.7b

O OBJETIVO da oração é glorificar a Deus, para o Louvor do Senhor!

-CONCLUSÃO: A melhor forma de aprender a orar é gastando tempo em comunhão e amor com o Senhor.

-Oração: altar ou de joelhos.

Pr. Welfany Nolasco Rodrigues

terça-feira, 9 de novembro de 2010

And the LORD, he it is that doth go before thee; he will be with thee, he will not fail thee, neither forsake thee: fear not, neither be dismayed. DEUTERONOMY 31:8

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Diário particular.......

FinaL de Ano chegando...
e um aperto no coração para
muitos por não ver o seu projeto
se Realizar ....
Mais DEUS é Fíel para cumprir todas as coisas
ainda que tudo ao redor diga que DEUS não está
ti vendo creia que ELE está olhando prá vç
eu creio nisso eo milagre vai chegar..
DEUS tem vinho novo prá cada um de nos vinho,
significa Alegria. ea biblía diz que a Alegria do
SENHOR é a nossa Força e ELE tem o melhor pro seus
Filhos...Mas os que esperam no SENHOR renovarão as forças, subirão com asas como águias; correrão, e não se cansarão; caminharão, e não se fatigarão.Isaias 40:31
Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo.Ap 3:20...

sábado, 6 de novembro de 2010

Deixem seus pedidos de Oração
Estamos todas as Quintas Feiras,
Subindo ao Monte para Buscar a Face
do nosso DEUS...
“Pois te esquecerás dos teus sofrimentos e deles só terás lembrança como de águas que passaram. A tua vida será mais clara que o meio-dia; ainda que lhe haja trevas, serão como a manhã. Sentir-te-ás seguro, porque haverá esperança; olharás em derredor e dormirás tranqüilo. Deitar-te-ás, e ninguém te espantará; e muitos procurarão obter o teu favor.“

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Adoração Extravagante

Se há uma expressão muito comentada nestes últimos dias é a tal da “adoração extravagante”. É comum ouvirmos críticas e comentários, bem como conhecermos ferrenhos defensores e analistas do tema. Desde já deixo claro que não quero me envolver com questiúnculas, pois creio que Jesus não está preocupado se estamos usando um termo agressivo ou se o nosso dicionário fala isso ou aquilo sobre “extravagante”. Extravagante quer dizer “insensato” ou “extravasante”? Penso que discutir isso é perda de precioso tempo (Tito 3:9).

O fato é que adoração extravagante e religiosidade extravagante existem há muito tempo. Um dos atos de adoração mais estranhos, insólitos e extravasantes que conheço foi praticado por Maria, irmã de Lázaro (aquela que foi “imortalizada” por Jesus em Mt 26.13). O texto mais detalhado dos 4 evangelhos encontra-se em Lc 7.36. Por favor, leia na Bíblia antes de prosseguir.
A princípio é importante que entendamos a história “por trás” do relato bíblico. A festa foi organizada por Simão (o leproso) para homenagear Lázaro, que fora ressuscitado por Jesus. No vs 36, vemos que Jesus era um mero convidado. Isto quer dizer que, mais uma vez na história do homem, o curado recebe mais atenção que o Curador.

A mulher pecadora (Maria) talvez estivesse percebendo, lá da rua mesmo, que as homenagens prestadas ao seu irmão, estavam desonrando Jesus. E como as mulheres não podiam participar dos banquetes masculinos, ela tinha que ficar do lado de fora. Mas Maria estava profundamente grata a Jesus pelo milagre que Ele havia feito. E algo estava errado naquela festa. Você sente a semelhança com alguns de nossos eventos de hoje?

Em questão de minutos a mulher vai até sua casa, pega um vaso cheio de ungüento (de nardo puro). O perfume representava suas economias de muito tempo, e equivalia a 1 ano de salário de um trabalhador. O nardo era uma planta odorizante, e seu bálsamo era muito caro, importado do Norte da Índia. Com essa disposição de ofertar o seu bem mais precioso Maria começava a adorar com extravagância.

No vs. 37 ela entra esbaforida e ansiosa na casa do fariseu Simão. Vendo Jesus à mesa, ela se derrama aos pés dele e chora copiosamente, “lavando” os pés de Jesus com suas lágrimas de amor e de adoração abundante. Como ninguém lhe estendeu um lenço ou uma toalha, Maria praticou mais um ato extravagante e arriscado: Soltou os cabelos e começou a enxugar os pés de Jesus. Naquela época as mulheres não podiam andar com o cabelo solto, apenas em casa na presença do marido. Talvez alguns “ex-clientes” da mulher pensaram consigo: Oba, Maria está de volta à ativa!

Enquanto a mulher estava em adoração extravagante, o fariseu vivia sua religiosidade extravagante. No vs 39 ele pensa consigo: “O que esta mulher está fazendo? Se Jesus fosse profeta não permitiria essa barbaridade, essa baixaria!”.

Jesus com toda paciência lamenta: “Oh fariseu querido, quando eu entrei na sua casa nem educado você foi. Você esqueceu até de oferecer água para lavar os meus pés. Não me deste ósculo; ela, entretanto, não parou de beijar meus pés”. (Obs: os fariseus eram tão religiosos e cegos, que na questão espiritual estavam mais distantes de Deus que a maioria do povo. Nisso eles eram campeões!).

Se alguém acha que se emocionar e se expressar com extravagância na presença de Deus é pecado eu não posso falar nada. Como diria um “sábio” da televisão brasileira: Minha boca é um túmulo! Só sei dizer que Jesus não repreendeu a mulher. Por outro lado, repreendeu o fariseu. Só sei dizer que a mulher fora recompensada com o perdão dos pecados e com a salvação (Lc 7.50). Já Simão levou uma “chicotada” das mais doídas de Jesus (você percebe alguma semelhança com Mical???). Penso que Simão só não ficou estéril porque era homem :-)

O fariseu é um religioso extravagante. Ele vem pra igreja e não oferece nada. Ele é orgulhoso, ele se acha superior e espiritual demais. Ele não gosta de se expor e de se expressar na presença de Deus. Ele condena a adoração dos outros, por mais “correta” que pareça. Ele se apega a questiúnculas. Ele quer discutir sobre coisas pequenas, mas se esquece da essência da adoração.

Nós precisamos ser adoradores, não religiosos. Nós precisamos oferecer a Deus algo de valor, como a mulher ofereceu o ungüento precioso. Precisamos adorar com humildade, e expressar nosso louvor sem qualquer tipo de vergonha e medo. Não devemos nos preocupar com os religiosos extravagantes, eles sempre vão estar lá. Sempre vão estar questionando, mas Jesus estará recebendo sua adoração, Jesus estará satisfeito com você!

O que você prefere ser? Um adorador extravagante ou um religioso extravagante? Pense nisso... a escolha é sua.









Ramon Tessmann